Heyy guys! 
Hoje tirei um tempinho da minha ronha de Sábado para ir ao baú e recolher algumas fotografias dos meus diferentes looks de cabelo. 
Já tinha este post pensado há algum tempo. Tenho vindo a mudar de visual ao longo dos tempos, e sei que muitos de vocês não me seguem desde o início portanto assim “facilito o trabalho” e mostro-vos a minha evolução ao longo dos anos. 
Muita gente me pergunta qual é o meu cabeleireiro e desde a primeira mudança de visual à séria que fiz (a descoloração) que vou sempre ao mesmo sítio – Toni&Guy do Chiado. A melhor equipa para tratar dos meus looks, sejam eles quais forem!! 
Aqui ficam as diversas fotografias em carrousel. Have fun!

Comecei com as típicas californianas que todas nós tivemos na adolescência, e fui arriscando aos poucos.
Depois de ter o cabelo descolorado é que descobri que era todo um mundo, porque qualquer cor ia agarrar no “branco” ahah. 
Este ano pus pela primeira vez extensões – como vêm na última fotografia – no mesmo salão que vos falei em cima.
Agora aproveito para vos dizer que para a semana que vem, vai haver um novo look para adicionar ao álbum… Vem aí uma mudança! Palpites?
– Gostava muito que deixassem um comentário aqui com os vossos looks favoritos, os que menos gostaram; dúvidas se tiverem, e já agora, os vossos palpites eheh! Xx –

Share:
Reading time: 2 min

Pants – Zara | Jacket (top) – Missguided (old) | bag – Furla | sunnies – Mango | boots – Parfois.

Heyy girls! I knoooow, estou-me sentindo nestas fotos, parece não é? Na realidade é um look que gosto muito, e não sei como é com vocês, mas quando estou confiante da minha roupa, estou confiante de mim mesma ahah, espero que não pareça muito silly o que acabei de dizer mas funciona um bocadinho assim. 
Perguntam-me muitas vezes onde ganho inspiração para os meus looks; eu perco muito tempo (por gosto, e não por obrigação!!) a ver fotografias de streetstyle por todo o mundo, uso muito o Pinterest para isso; revistas de moda, e também o Instagram, onde sigo páginas só de streetstyle. Isto para vos dizer que vi algures, vestirem casaco deste género, e há muuito tempo que não tirava o meu do armário. Quando vesti as calças – que queria imenso usar com o casaco – apercebi-me que não fazia ideia o que colocar por baixo, não tinha top nenhum que amasse ver, então deixei o top de lado, e facilitei a situação – porque não tornar o meu casaco no próprio top? 
Para mim, resultou bem. E vocês, o que acham? Aprovado ou nem por isso? Deixem aqui a vossa opinião. Xx <3

Share:
Reading time: 1 min

Heyy pessoal!
Para quem me segue no Instagram, já não é novidade que o fim-de-semana estive por Amsterdão.
Foi a segunda vez que estive na Holanda – a primeira vez foi há dois anos atrás, em Rotterdam, para os EMA’s com a MTV (que nunca vou esquecer!!), e desta vez, fui até Amsterdão mais porque surgiu a oportunidade, mas aqui entre nós, não fui com grandes expectativas.
E sabem que mais? É quando vamos sem expectativas que saímos mais surpreendidos. Adorei a cidade! Tudo muito arranjado, arquitectura super bonita; árvores por todo o lado… aquilo que mais me fez “confusão” foi mesmo a quantidade de bicicletas – não por discordar (de todo!) mas só pela falta de hábito. Já não sabia por onde andar!!
Decidi juntar as melhores fotografias desta mini viagem e partilhar com vocês, assim como sítios deliciosos para comer. 

Vou começar por partilhar o hotel onde fiquei, afinal de contas, o sítio para descansar depois dos longos dias a percorrer a cidade a pé, é sempre o mais importante.
Fiquei no hotel Moxy. Possivelmente este nome não vos é estranho, porque em NY também fiquei no Moxy Times Square.
Assim como em NY, adorei o hotel. As pessoas são muito prestáveis; o pequeno-almoço é simplesmente delicioso (sem querer ser clichê, é mesmo a refeição mais importante do dia), e o quarto era ideal. Sem grandes luxos, uma cama muito confortável e uma vista incrível. Detalhes à parte: a decoração dos hotéis da cadeia Moxy é única! Super funny e cool; existem mensagens espalhadas por todo o lado, é muito giro.
Como amiga, aconselho.

Na realidade eu não sou vegan, mas sou amante de comida vegan – para ser honesta, só amante de qualquer comida – mas tenho gostado especialmente deste tipo de comida, por isso fui experimentar o Vegan Junk Food, que descobri pelo Instagram. Pareceu-me delicioso e correspondeu às expectativas. Preços muito em conta, os pratos muuuito bem servidos, e uma esplanada simpática numa zona central da cidade. 
O António – que foi comigo viajar – não é fã de comida vegan, e no final disse “das melhores refeições que tive nos últimos tempos!”

Para quem é fã de Hummus, tem definitivamente de passar por este restaurante – Hummus Bistro.
Têm uma variedade imensa de hummus e os pratos giram à volta disso. Há muito tempo que não comia até não dar para encher mais ahah! Não conseguia parar simplesmente. Também experimentei os falafel que estão no centro da mesa, e foi uma explosão de sabores dentro da boca, muito bem confeccionados. 
O prato com ovo e molho de tomate que estão a ver, foge à regra do Hummus Bistro, é um prato para os mais gulosos. 
Espero que estejam a tirar notas.

A cidade não é muito grande, portanto o que aconselho mesmo é darem uma vista de olhos pelo mapa geral da cidade e explorarem um bocadinho de tudo.
Escusado dizer que o Red Light District é essencial, assim como toda a zona Negen Straatjes, que significa “nove ruas”. Bairros suuuper giros; zonas mais comerciais com lojas cool, e vão encontrado lojas vintage por vários sítios. 

Por último, peço imensa desculpa porque não tenho fotografias para vos mostrar, mas foi um sítio que frequentei bastante neste fim-de-semana: Vondelpark.
O Vondelpark é um jardim gigante, que percorre grande parte da cidade, ou seja, vão passeando e vão encontrando várias entradas para o jardim.
Para ser sincera, foi dos parques mais bonitos onde já estive – o facto de ser Outono também ajuda, porque havia folhas por todo o lado, as cores estavam lindíssimas.
Mas é mesmo um sítio agradável para pararem a longo dia, esticarem um paréu e apreciarem o momento. 
Para pizza lovers – De Pizzabakkers Willemsparkweg.
Pizzas muuuuito boas (desta vez deixei a comida saudável de lado); se existe um prato no menu com trufas, peço desculpa, mas não resisto. E se alguém desse lado também adora, então têm de experimentar a pizza de trufas deles.

Existe mais que um restaurante De Pizzabakkers por Amsterdão, mas aconselho vivamente este pelo espaço ser muito giro, e pelo bairro onde se encontra!!  

Espero ter ajudado!! <3
Não se esqueçam de deixar um comentário aqui, no final do post; digam-me se gostaram das fotografias e se ajudei em alguma coisa. I hope so!

Share:
Reading time: 4 min
Page 2 of 26« ...23... »